sexta-feira, 9 de maio de 2014

PRONATEC abre vagas para cursos de qualificação



O O Instituto Federal de Santa Catarina abre 109 vagas para qualificação profissional através do PRONATEC (programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). Já estão abertas as inscrições para os novos cursos que vão acontecer a partir de junho, em Itajaí. As aulas serão no instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) distribuídos em quatro cursos: inglês básico, auxiliar administrativo, cerimonialista/mestre de cerimônias e auxiliar de plataforma.
Os interessados com idade mínima de 16 anos devem procurar a secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedes) de Itajaí até 21 de maio. Depois de preencher a ficha, o candidato deve ir até o IFSC pra confirmar a matrícula.
A Sedes fica na rua Brusque, nº257, no centro de Itajaí, e o horário de atendimento é das 8h às 12h e das 14h às 18h.
OS NÚMEROS DO PRONATEC EM SANTA CATARINA
O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo Governo da Presidenta Dilma, em 2011, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.
Em 2013 foram oferecidas 69 mil vagas, 39800 pessoas matriculadas em 284 municípios catarinenses. Até o final de 2014 a perspectiva é de se oferecer 97 mil vagas e atingir os 295 municípios catarinenses.

terça-feira, 6 de maio de 2014

Governo Federal libera R$ 143 milhões para obras de mobilidade urbana em Blumenau, Balneário Camboriú, Camboriú e Navegantes

Recursos foram garantidos pela articulação do deputado federal Décio Lima e assinatura dos contratos será nesta sexta-feira (9)
Brasília, 06/05/2014 – O Governo Federal investe mais de R$ 143 milhões para obras de mobilidade urbana em quatro municípios catarinenses: Blumenau, Balneário Camboriú, Camboriú e Navegantes. A assinatura dos contratos entre as prefeituras beneficiadas e a Caixa Econômica Federal acontece nessa sexta-feira (9) e terá a presença dos deputados Décio Lima (federal) e Ana Paula Lima (estadual).
Os recursos são do orçamento do PAC 2 / Programa Pró Transporte e destinam-se à melhoria do sistema viário dos quatro municípios. A assinatura dos contratos será realizada em três etapas: em Blumenau (às 10 h), Camboriú (às 14h) e em Balneário Camboriú (às 15h30), onde também será assinado o contrato de convênio com a prefeitura de Navegantes.
“Com o PAC, o Governo Federal tem garantido recursos para a melhoria da mobilidade urbana dos municípios brasileiros, como esta ação do Programa Pró-Transporte. São recursos para pavimentação de ruas e obras para instalação de corredor exclusivo para ônibus. Mais um compromisso da presidenta Dilma Rousseff com a melhoria da infraestrutura e mobilidade na nossa região”, destacou o deputado federal Décio Lima, um dos principais interlocutores de Santa Catarina junto aos ministérios e à Presidenta Dilma Rousseff para incluir os quatros municípios no programa.

BLUMENAU
O município de Blumenau será contemplado com R$ 65 milhões para obras como abrigos de pontos de ônibus, implantação de ciclovias e calçadas junto aos corredores exclusivos de ônibus já implantados e vias, coletores arteriais e um corredor estrutural de transporte público Fonte-Garcia.

BALNEÁRIO CAMBORIÚ
Balneário Camboriú receberá R$ 42,8 milhões que serão aplicados na pavimentação e qualificação de vias urbanas nos bairros: Municípios, Vila Real, Nova Esperança, São Judas Tadeu, Barra, Centro e Praias Agrestes.

CAMBORIÚ
Camboriú receberá R$ 12,6 milhões para utilizar na pavimentação e qualificação de vias no bairro Santa Regina. A aplicação do recurso inclui a implantação da infraestrutura do sistema de drenagem pluvial, adequação do sistema de abastecimento de água, adequação do sistema de esgotamento sanitário, implantação de passeios com acessibilidade universal, sistema cicloviário, sinalização viária e implantação de medidas de moderação de tráfego.

NAVEGANTES
Navegantes receberá R$ 23 milhões para aplicar em projetos que consistem na pavimentação de novas vias, incluindo o sistema de drenagem pluvial, passeios com acessibilidade e sinalização viária. Todas as obras estão previstas dentro da poligonal do bairro São Paulo, contemplando todas as vias existentes que não possuem pavimentação, totalizando 8,43km de extensão.

Serviço: Assinatura de contratos do Programa Pró-Transporte

Blumenau
Horário: 10 h
Local: Salão Nobre da Prefeitura de Blumenau
Valor do contrato: R$ 65.040.000,00

Camboriú
Horário: 14 h
Local: IFC / Centro de Treinamento de Cães Guia (Rua Joaquim Garcia, s/n)
Valor do contrato: R$ 12.610.234,03

Balneário Camboriú
Horário: 15h30
Local: Prefeitura de Balneário Camboriú
Valor dos contratos:  Balneário Camboriú (R$ 42.870.000,00 ) e Navegantes (R$ 23.015.167,00)



Assessora de Comunicação - Deputado Federal Décio Lima

domingo, 4 de maio de 2014

Análise: a Santa Catarina pujante, mas excludente



Os dois próximos parágrafos foram publicados neste domingo pelo Diário Catarinense e reflete uma realidade que faz pensar. Primeiro, leia o que segue, para nossa análise na sequência.
“Em Santa Catarina, pouco mais da metade dos trabalhadores em atividades industriais completaram o Ensino Médio. O índice de 53% dos funcionários com escolaridade básica completa é menor que o brasileiro (55%). Os dados são do primeiro dossiê da formação educacional do trabalhador do Estado, lançado pela Fiesc. O estudo pretende ser o ponto de partida para a criação de ações dentro das empresas que tenham o poder de elevar o nível educacional dos colaboradores.
Emprego e educação estão em lados opostos em Santa Catarina. O percentual de trabalhadores da indústria com escolaridade básica completa é menor no Estado do que no Brasil. E uma das explicações para o índice pode estar justamente em uma conquista de SC: a oferta de empregos. A demanda por profissionais na indústria é tão alta que os recrutadores tiveram que descer a régua das qualificações exigidas”.
Lemos nas redes sociais, ouvimos de alguns incautos, assistimos apresentadores de TV arrotar que vivemos num sul maravilhoso, cheio de riquezas, que aqui é que se trabalha etc e tal. De fato nosso sul e nossa Santa Catarina são exuberantes, mas não somos melhores do que ninguém neste imenso Brasil.
Uma das dívidas de Santa Catarina com sua gente mais empobrecida está presente no texto acima copiado. Nossos trabalhadores, em média, estudaram menos do que os trabalhadores em nível de Brasil. Isso mostra o descaso com que a elite tratou os menos abastados. A mesma elite que sempre governou o estado deixou de lado os catarinenses trabalhadores. Atualmente, com a era do “pleno emprego” a realidade aflora o descaso histórico da falta de investimento governamental da educação dos filhos das terras barriga-verde.
Nos últimos anos, a qualificação da mão-de-obra ainda é uma ação do governo central e não dos governos estaduais.
Para se ter uma idéia o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) que foi criado pelo Governo da Presidenta Dilma, em 2011, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.
Em 2013 foram oferecidas 69 mil vagas, 39.800 pessoas matriculadas em 284 municípios catarinenses. Até o final de 2014 a perspectiva é de se oferecer 97 mil vagas e atingir os 295 municípios catarinenses.
Além disso, vem também do governo federal o incentivo ao estudo superior para filhos de trabalhadores que não tem condições de custear uma faculdade. O O PROUNI (Programa Universidade para todos), garante bolsas de estudo no ensino superior em universidades particulares. Essa é uma conquista ao alcance dos catarinenses mais humildes. Santa Catarina está com 21.945 bolsas em utilização. Centenas de jovens catarinenses já estão formados graças ao POUNI.
Apenas o investimento pesado e o tempo vão apagar a mancha da falta de qualificação dos catarinenses, especialmente daqueles que trabalham na indústria.

sábado, 3 de maio de 2014

Será que somos vira-latas complexados?



O Brasil vive um de seus momentos mais espetaculares. Estamos às vésperas de uma Copa do Mundo e de uma olimpíada. Nas décadas que finalizaram o século vinte era um desejo brasileiro sediar uma copa do mundo, sediar uma olimpíada.
As duas coisas hoje são uma realidade. Mas, a grande mídia, aliada aos opositores do governo de plantão conseguem criar um clima pessimista e negativo. Será que somos incapazes de mostrar ao mundo nossa capacidade de superação?
O momento provoca uma reflexão mais profunda. Será que temos complexo de inferioridade? Ou apenas somos orientados por uma elite que não admite pobre em aeroporto, doméstica fazendo faculdad, trabalhador comprando carro zero?
O complexo de vira-latas é, neste momento, uma reflexão que precisa ser feita. Mas, o que é ter complexo de vira-latas? O conceito usado aqui é antigo e recorro a Wikipédia para conceituar melhor:
"Complexo de vira-lata" é uma expressão criada pelo dramaturgo e escritor brasileiro Nelson Rodrigues, a qual originalmente se referia ao trauma sofrido pelos brasileiros em 1950, quando a Seleção Brasileira foi derrotada pela Seleção Uruguaia de Futebol na final da Copa do Mundo em pleno Maracanã. O Brasil só teria se recuperado do choque (ao menos no campo futebolístico) em 1958, quando ganhou a Copa do Mundo pela primeira vez.1
Para Rodrigues, o fenômeno não se limitava somente ao campo futebolístico. Segundo ele, "por 'complexo de vira-lata' entendo eu a inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo".2
Ainda segundo Rodrigues, "o brasileiro é um narciso às avessas, que cospe na própria imagem. Eis a verdade: não encontramos pretextos pessoais ou históricos para a auto-estima".2
Quando assistimos a TV aberta brasileira só vemos notícias negativas. Quando ouvimos políticos de oposição ao atual governo só vemos críticas. Quando a elite brasileira se manifesta e alguns alienados, percebemos o ódio e o rancor contra um país que conseguiu ser melhor nas mãos dos trabalhadores e de moviemntos sociais.
A copa do mundo é um ganho inestimável. A olimpíada é uma oportunidade única e essa raça de preconceituosos é contra. São contra na verdade, a um governo que inclui, distribui renda e permite a pobres acessarem serviços e bens que, há dez anos, eram apenas privilégios de alguns poucos.
Pois, então, somos vira-latas complexados, ou idiotas que nem sabemos pensar por nós mesmos?

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Padrinho ou Madrinha? Você pode ajudar!



Navegantes está assistindo desde 2011 o renascimento de uma tradição quase que perdida no tempo. Um grupo de homens e mulheres, adolescentes, jovens, adultos e da terceira idade tem levado aos lares de Navegantes e de cidades da região a tradicional manifestação do terno ou folia de reis. Esta tradição natalina já foi muito popular em nossa região.
O Grupo Terno deReis Estrela Guia nasceu da disposição do frei Gentil (frade Carmelita que atuou em São Domingos até 2012), do jovem Jacson Souza e do músico e cantor de muitas liturgias Lino Weise. Apoiados pela Beth da PJ (namorada do Jacson) Alisson (esposa do Lino) juntaram-se outras pessoas: Aline Weise (filha do casal Lino e Alisson), Dona Zizi, Marcelo Weise e Lourdes,  este blogueiro com sua esposa Yara e a filha Marta e Nazareno dos Passos. O grupo contou com a participação eventual de outras pessoas, como Fábio Kotowiski, Gustavo Weise e Gabrieli da Silva, durante as muitas noites em que atuou.
Adicionar legenda
Durante três temporadas o Grupo Estrela Guia visitou quase duas centenas de famílias, participou de várias celebrações litúrgicas e de festivais.
Amadureceu no grupo a necessidade de se promover e de se ampliar ainda mais a tradição. Para tanto, o incentivo de muitas pessoas, com destaque ao empresário e compositor José Olavo Coelho, o grupo está encarando o desafio de gravar seu primeiro CD.
O CD será composto de dez canções, sendo oito delas inéditas de compositores navegantinos. Com este CD queremos, no seu lançamento, promover um festival navegantino de Ternos de Reis, motivando outros grupos a cultivarem esta tradição.
Você pode ajudar
Para concretizar o sonho da gravação do PRIMEIRO CD o Grupo de Terno de Reis Estrela Guia precisa de pessoas que possam contribuir financeiramente. No dia 1º de junho, às 12h00, o Grupo Estrela Guia estará reunindo os Padrinhos e Madrinhas do seu primeiro CD. Se você é uma pessoa que conhece e gosta da tradição e em condições de contribuir saiba como através dos e-mails: